Radio ON LINE....

Clique aqui para ouvir ao vivo pelo Média Player!

Vídeos Interessantes

Loading...

domingo, 9 de junho de 2013

A Gramado Rádio Floresta tem a alegria e satisfação de apresentar em seu espaço cultural o trabalho desta jovem escritora Letícia Dal-ri.





UMA JANELA PARA NOVE IRMÃOS

Narrado pela casa onde tudo aconteceu e inspirado livremente em
fatos reais, o romance de estreia de Letícia Dal-Ri conta a história de
uma família descendentes de imigrantes que se forma em Gramado a partir da década de 40. Lançamento dia 24 de junho na Livraria Argumento (RJ)
e dia 06 de julho na Livraria Café Conceito, em Gramado (RS).


Inspirado livremente em fatos reais, UMA JANELA PARA NOVE IRMÃOS, conta a história de uma família de descendentes de imigrantes alemães e italianos através das memórias guardadas na casa em que tudo aconteceu, na cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul. É nesta casa que Adela cria seus nove filhos enquanto Massimo luta pelo sustento da família.

Em uma época em que os recursos são escassos, a casa torna-se a única narradora capaz de contar com veracidade de detalhes a trajetória de Adela enquanto embala, cria e educa seus filhos. Tendo que assumir sozinha o papel de mãe e pai enquanto o marido busca o sustento como caixeiro viajante, as mãos de Adela tornam-se pesadas como ferro marcando para sempre a memória das crianças com o pau de mexer polenta.

Conforme as crianças crescem, os cômodos da casa são preenchidos com suas histórias. Suas paredes, portas, janelas e cômodos tornam-se testemunhas dos acontecimentos. A casa torna-se sua única cúmplice e companheira.

UMA JANELA PARA NOVE IRMÃOS é o livro de estreia de Letícia Dal-Ri. Inspirado livremente em fatos reais o livro é baseado nas memórias de parentes da autora e se passa no município de Gramado, no Rio Grande do Sul. A casa que narra a história fica localizada na famosa Borges de Medeiros, a principal avenida de Gramado.

O livro será lançado na Livraria Argumento, no Rio de Janeiro no dia 24 de junho de 2013 e na Livraria Café Conceito em Gramado, no Rio Grande do Sul, dia 06 de julho de 2013.

A AUTORA

Neta de Nelson Dal-Ri e Ione Dal-RI, Letícia Dal-Ri passou toda a infância frequentando a casa que tornou-se narradora desta história, em Gramado, no Rio Grande do Sul. Perdeu a avó quando tinha apenas 14 anos e desde então participou como ouvinte de todas as memórias e lembranças narradas pelos tios em encontros de família. Foi a partir destes encontros que decidiu dedicar-se a contar esta história.

Letícia é Gestora e Produtora Cultural, Escritora e Turismóloga. Como autora, participou do livro de crônicas “Um dia de cada vez” e foi roteirista da série “Os figuras”, exibido no Multishow. Como Produtora Cultural, participou da novela “Belíssima” e da minissérie “Amazônia: de Galvez a Chico Mendes”, ambas na TV Globo e dos espetáculos de teatro “Encontro com Fernando Pessoa”, “Dona Flor e Seus Dois Maridos” apresentado em mais de 30 cidades do Brasil, “A Marca do Zorro” e “As Paparutas”, de Lázaro Ramos. Produziu também o curta-metragem “O Caso Libras”, vencedor do Festival de Cinema de Los Angeles e selecionado no Tribeca de NY, Festival da Amazônia Festival de Edimburgo e Festival de Petrópolis.


TRECHOS DO LIVRO

“Guardo em minhas paredes, portas, janelas e cômodos cada pedaço de uma história que durou pouco mais de meio século. Eu ainda era jovem e tinha estrutura um pouco gasta quando eles aqui me habitaram. Foi em meus aposentos que garantiram abrigo e em meu aconchego que começaram a construir uma grande família. Aos poucos vi todos crescerem e sofri com as estripulias de nove filhos. Enchi meus varais de fraldas e meus quartos de beliches e alegrias. Amedrontei-os com histórias de fantasmas quando criava canções com o vento que batia em minha janela.”

“Por minhas frestas ouve o silêncio da Borges de Medeiros e segue com os olhos a sombra das poucas pessoas que caminham na calçada durante o rigoroso inverno. Seu silêncio é embalado pelo som das mariposas que dão voltas na iluminação da rua, pelo vento que sopra lá fora ou pelo frio que insiste em estalar minhas tábuas.”

“Nos dias frios, as crianças ficam nos beliches, brincando em meu interior. Em noites quentes, correm morro acima, tentando segurar vaga-lumes em suas pequenas mãos ou apenas ficam em silêncio ouvindo o som das cigarras e das rãs escondidas entre as folhas. Nos fins de semana, Adela deixa que brinquem de “Escravos de Jó” em minha calça- da, sempre os observando por minha janela da frente de tempos em tempos.”

FICHA TÉCNICA

Uma janela para nove irmãos
Escrito por: Letícia Dal-Ri
Páginas: 246
Formato: 14 x 21
Capa: Victor Burton
Foto da Autora: Alline Ourique
Diagramação: Abreu’s System
Editora: Eldorado
Realização: da Gaveta Produções

CONTATO

Da Gaveta Produções
+ 55 21 32057227 | + 55 21 88853116
tireseuprojeto@dagaveta.com.br
www.umajanelaparanoveirmaos.com.br
www.dagaveta.com.br
@umajanelaparanoveirmaos
@dagavetaproducoes

Nenhum comentário: