Radio ON LINE....

Clique aqui para ouvir ao vivo pelo Média Player!

Vídeos Interessantes

Loading...

segunda-feira, 23 de março de 2009

Religiosidade e arte marcam abertura da Festa da Colônia


Duzentos colonos trabalham nos stands instalados na Praça das comunicações


Às 10h de sábado, na Praça das Comunicações, teve início oficialmente a 19ª edição da Festa da Colônia de Gramado, que se estende até 5 de abril. Estiveram presentes autoridades e a comissão organizadora do evento, que iniciou com a tradicional celebração do culto ecumênico, conduzido pelo padre Luis Pedro, pároco da paróquia São Pedro de Gramado. A tarde toda foi animada pelas músicas alegres das bandinhas e não faltaram delícias como o bolinho de batata e as famosas cucas para os visitantes. Outra grande atração da abertura do evento aconteceu à noite, foi o Espetáculo Origens, que misturou música, dança e atuação para narrar a colonização da cidade pelos italianos alemães e portugueses.
Entre as autoridades presentes estavam o deputado federal Renato Molling, o secretário adjunto de turismo do Estado Jorge Drumm, representando a governadora Yeda Crusius, o deputado estadual João Fischer, além do prefeito de Gramado Nestor Tissot e seu vice Luia Barbacovi, do presidente da câmara de vereadores da cidade, Jaime Schaumlöffel, dos secretários de turismo, Gliberto Tomasini, e da agricultura, Camilo Roldo. Também marcou presença na abertura da festa o prefeito de Santa Maria do Herval, Rodrigo Fritzen.
O Presidente da Festa Noreh Michalski, ressaltou que “o resultado da festa é o resultado das origens uma pequena cidade que soube preservar e comemorar o feito”.
“A união de esforços com resultados positivos”, foi um dos pontos do discurso do Prefeito Nestor Tissot que enalteceu o trabalho das 300 famílias que participa do evento, somando valores a 23 comunidades do interior.
“É fantástica essa oportunidade de integração entre o homem do interior e o turista. Nessa Festa do Colono o produtor do interior tem a grande oportunidade de comercializar seus produtos”, disse o deputado Federal Renato Molling, em seu discurso na abertura da Festa da Colônia. De acordo com o secretário adjunto do turismo do Estado, Jorge Drumm, “esse evento é o resultado do esforço das famílias do interior em parceria com a prefeitura de Gramado, sendo que o governo do Rio Grande do Sul sempre estará a disposição para engrandecê-lo ainda mais”.
O lema “Uma festa de dar gosto” traduz bem o que este evento traz para a cidade, sabor. É tudo delicioso, do sabor e aroma das comidas às apresentações artísticas, o carinho dos colonos ao receber os visitantes, a forma como essas pessoas humildes do interior fazem seus produtos e contam suas histórias.
A Praça das Comunicações transformou-se numa grande colônia. Ela está repleta de feirinhas, são 17 stands onde podem ser encontrados embutidos, schmiers, vinhos, dentre outros produtos autênticos do interior. Cucas e pães são produzidos na hora nos sete fornos instalados na praça, assim como os famosos bolinhos de batata, servidos quentinhos nos seis Bier Platz montados na festa. São 300 famílias do interior de Gramado e região que fazem deste evento um marco para Gramado, ano após ano.
Os visitantes andavam encantados pela Praça das Comunicações, atentos a todos os detalhes. “Está tudo maravilhoso, eu desci na rodoviária, ouvi a música, senti o cheirinho da comida e vim para cá, não era o meu destino, mas acabei ficando”, confessou a relações públicas Júlia Gadelha Torres Furtado, de 28 anos, de Belo Horizonte”. De acordo com a gramadense Jéssica Tomazelli, de 21 anos, que trabalha com eventos, essa edição da festa a surpreendeu “Com certeza essa é a melhor edição da festa, destaco as comidas, que estão ótimas”. Disse.

Espetáculo Origens

Às 21h40min iniciou na Praça das Comunicações o espetáculo Origens, que apresentou de forma única a trajetória dos imigrantes alemães, italianos e portugueses de Gramado. A união de belas coreografias, produzidas pela academia Neusa Martinotto, com a música que mesclou o estilo tradicionalista gaúcho com diversas influências italianas, alemãs e portuguesas, muito bem tocadas pelos músicos Pepeu Gonçalves e João Sartune, deu um toque especial ao espetáculo.
A forma lúdica da encenação, que está na programação da festa desde 2006, é o grande diferencial do espetáculo. No palco a atriz Lisiane Berti representou uma avó que continha traços italianos alemães e portugueses, que contava para sua netinha, interpretada pela menina Taini Vargas, a saga de sua família que saiu da Europa, cruzando o oceano, até chegar a serra gaúcha. Cada novo fato contado pela avó era traduzido em dança pelas bailarinas gramadenses da companhia Neusa Martinotto, com a participação de um bailarino de Porto Alegre.
Além das danças e da música, diversas imagens antigas eram mostradas em um telão enquanto fragmentos de textos escritos por Gilberto Tegner, que narravam a dificuldade, a luta e o valor desses primeiros habitantes de Gramado, eram apresentados. A produção do espetáculo foi realizada pela D’arte Multiarte, com a assinatura de Rodrigo Cadorin na produção geral e artística.
A 19ª Festa da Colônia vai até 5 de abril, na Praça das Comunicações, situada na avenida Borges de Medeiros, ao lado da estação rodoviária. A entrada é gratuita, sendo que evento fica aberto ao público das 17h às 22h horas nas segundas-feiras. Nas terças, quartas, quintas e domingos, o horário é das 10h às 22h. Nas sextas e sábados, as atrações da festa começam às 10h, indo até às 23h. Os horários estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Mais informações podem ser encontradas no site www.festadacoloniagramado.com.br, ou pelo telefone 3286 3211. Fotos do evento podem ser vistas no site www.cleitonthiele.com/festadacolonia.

Rozangela Allves / Marcelo Moura
Fotos: Cleiton Thiele/Divulgação

Mercatus Imprensa e Eventos
Rozangela Allves
54-3286-0621
roallves@mercatuscomunicacao.com.br
www.mercatuscomunicacao.com.br

Nenhum comentário: